terça-feira, 11 de agosto de 2009

VÔO DE PAPEL (Francisco Simões)


Solta a tua alegria
Feliz e vadia no ar,
Faz flutuar no espaço,
Rompendo o mormaço
Com teu braço gigante
De linha ou barbante
Tua asa, teu céu,
Teu vôo de papel.

Rege com as mãos o bailado
Aéreo dançado,
Teus sonhos cruzando
Com sonhos rivais,
Buscando tais quais
A mesma vitória
E ter uma estória
Para depois contar.

Guarda na tua alegria
Feliz e vadia, menino,
Teus sonhos bem pequeninos
Para poderes crescer e sonhar.
Nas tantas batalhas perdidas,
Nas muitas linhas partidas
Foge sempre um pouco da gente.
Estes sonhos não vão voltar.

(Dezembro/1999)

(Este poema ganhou o primeiro lugar no Concurso Literário dos sites “Sociedade dos poetas” e “Mural Livre”.)


Francisco Simões

Escritor, poeta, fotógrafo (expositor), ex-radialista.
Rio de Janeiro
E-mail: fm.simoes@terra.com.br
http://www.franciscosimoes.com.br
http://www.riototal.com.br/expressao-poetica/francisco_simoes.htm

4 comentários:

  1. essa poesia é muito linda eu li ela pela primeira ves em um livro um abraço de sua querida subrinha neta.adriele beijos.

    ResponderExcluir
  2. oi tudo bem,essa poesia é muito boa.de Luis otavio seu subrinho neto beijo.

    ResponderExcluir
  3. Oi essa poesia é uma titica! Hahuahuahauhau
    Num entendi necasdepitibiribas!

    Po escreve em português!!! Solte a tua alegria, feliz e vadia no ar ... hahahahaha tu é doido!!

    ResponderExcluir